Samu-JP orienta como evitar acidentes com crianças durante as férias escolares

julho 7, 2024 Off Por

Um dos períodos mais aguardados pelas crianças, as férias escolares podem proporcionar momentos de brincadeiras e muita diversão. Porém, é fundamental que os pais e responsáveis estejam atentos, pois os pequenos podem se deparar com situações que oferecem riscos à sua segurança. Cuidados simples podem evitar acidentes e garantir que as férias sejam momentos de alegria e tranquilidade para todos.

De acordo com Aerton Meireles, enfermeiro do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência de João Pessoa (Samu-JP), os pais devem prestar atenção ao local onde os filhos estão brincando e quais são as brincadeiras. “As crianças devem estar sempre em seu campo de visão, porque você pode prevenir uma brincadeira e evitar um acidente. Mesmo se estão brincando em casa, observar se estão brincando com objetos pequenos e ficar atento para que ela não coloque esse objeto na boca” alertou.

O enfermeiro orientou os pais e responsáveis a conversarem com os filhos sobre os riscos de alguns jogos e brincadeiras. “De preferência, evitar que as crianças subam em locais altos, que usem objetos perfurantes ou cortantes durante as brincadeiras para que não se machuquem, nem machuque outras crianças”, afirmou.

Entre as dicas básicas do enfermeiro do Samu para a prevenção de acidentes domésticos estão retirar tapetes e afastar centros ou outros móveis que possam machucar os pequenos. “Pode acontecer dessa criança levar uma queda e bater a cabecinha no centro. O tapete pode provocar uma queda e, nessa queda, pode machucar os lábios, quebrar dentes ou cortar supercílio”, disse.

Aerton destacou, ainda, os cuidados quando as crianças estiverem se divertindo em piscinas. “O adulto deve estar a um braço dessa criança, porque basta um deslize e a criança pode se afogar. O afogamento é perigoso porque ele é silencioso, diferente de uma queimadura ou uma pancada, que a criança grita”, pontuou.

“Na verdade, o adulto vai ter que estar indiretamente na recreação, no momento de brincadeira da criança, porque só um adulto pode fazer a prevenção e evitar acidentes com danos maiores. Os pais devem deixar que as crianças se divirtam, mas a gente pede que seja uma diversão com responsabilidade, principalmente por parte do adulto, que deve estar sempre fiscalizando as crianças.

Primeiros socorros – Mesmo com o monitoramento, é possível que ocorram acidentes durante as brincadeiras. Então, também é importante que os pais e responsáveis saibam como agir de forma que não prejudique as crianças. O enfermeiro Aerton Meireles destacou que, em caso de acidente, deve-se ligar para o Samu (192) para receber as orientações necessárias.

“O importante é receber o atendimento especializado. Mas algumas atitudes podem ser tomadas até a chegada do socorro. Se, numa queda, a criança bater a cabeça, por exemplo, podem ser aplicadas compressas de gelo sobre a parte que estiver inchada. Se for uma lesão, algum corte que esteja sangrando, pode pegar uma gaze ou um paninho para pressionar sobre o corte e para tentar estancar”, orientou.

“Em caso de pequenas queimaduras, lavar com água corrente, e no de fraturas ou luxações, esperar o atendimento especializado para que seja feita a imobilização de forma correta e seja removido para o hospital de referência”, complementou.

Emergência – O Samu-JP conta com uma equipe multiprofissional, composta por médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem e condutores socorristas. O serviço pode ser acionado através do número 192, funcionando como ligação gratuita 24 horas por dia, sete dias por semana. As unidades, sejam de suporte básico (USB), avançado (USA) ou as motolâncias, buscam chegar rapidamente ao local onde se encontra a vítima, após a ocorrência de uma situação de urgência ou emergência.