Estratégias diplomáticas e agendas econômicas pautaram discussões do 5º Fórum do Corredor Bioceânico – CGNotícias

junho 24, 2024 Off Por

Campo Grande participou na última semana do 5º Fórum de Entes Subnacionais do Corredor Bioceânico de Capricórnio. O evento aconteceu entre os dias 19, 20 e 21, em Loma Plata, no Paraguai. Estratégias diplomáticas subnacionais e agendas comerciais e econômicas para a Rota Bioceânica foram as principais pautas discutidas, trazendo temas como logística, turismo, desenvolvimento sustentável, além de outros assuntos em torno do futuro produtivo de toda a região que compõem a Rota.

A equipe da Secretaria Municipal de Inovação, Desenvolvimento Econômico e Agronegócio (Sidagro) representou a PrefCG com a missão de potencializar o desenvolvimento econômico local, beneficiando diretamente a população e promovendo a colaboração entre os setores público e privado.

O secretário da Sidagro, Ademar Silva Júnior, frisou a importância da participação da Capital nas discussões. “Campo Grande continuará presidindo o Comitê Gestor dos Municípios, uma instância de governança que lida com as questões locais relacionadas ao Corredor Bioceânico. O compromisso assumido pela Prefeitura é de apoiar o 6º Fórum que será em Mato Grosso do Sul e a comissão de municípios definirá uma agenda com objetivos claros para superar os desafios e aproveitar as oportunidades para construir um futuro mais próspero e integrado para cada região participante”.

Os anfitriões do evento, os governos do Chaco, departamentos de Boquerón e Alto Paraguay, em conjunto das cooperativas menonitas, promoveram uma integração mais estreita entre os países envolvidos e ofereceu novas oportunidades para o desenvolvimento econômico e social. Bolívia e Peru enviaram representantes dos governos locais com a finalidade de conhecer melhor a dinâmica do projeto e servir de rota alternativa, integrando-se ao Corredor Bioceânico.

Para o Gerente de Fomento ao Comércio Exterior, Paulo César Fialho, o evento promoveu a colaboração e o desenvolvimento entre regiões: “Tivemos a oportunidade de compartilhar ideias, participar de rodadas de negócios e reuniões para discutir as potencialidades locais e os desafios da implantação do Corredor. Compartilhamos o compromisso de um futuro de desenvolvimento sustentável e cooperação internacional com os demais atores da região”.

Mais de 750 inscritos participaram do encontro, incluindo autoridades internacionais e empresários dos países que compõem a Rota. Estiveram presentes na comissão de municípios, além de Campo Grande, cidades como Porto Murtinho (MS), Filadélfia (Paraguai), Iquique, Antofagasta e Tocopilla (Chile), entre outras localidades dos países pertencentes ao Corredor, buscando soluções integradas para logística, turismo e comércio. Além de discutir e acompanhar os desafios enfrentados ao longo da Rota, como questões aduaneiras e de infraestrutura – construção da ponte sobre o rio Paraguai e pavimentação de rodovias na região do Chaco paraguaio, além do acesso à energia elétrica, saneamento básico e dos sinais de telefonia e internet. Também integraram a mesa de trabalhos autoridades de municípios bolivianos.