Congresso nacional tem novo “Lorando Lero” no assunto Lei Geral do Esporte

julho 12, 2022 0 Por Admin

Congresso nacional tem novo “Lorando Lero” no assunto Lei Geral do Esporte

Entre essas alterações, Felipe Carreras quer que as emissoras de rádio paguem para transmitir futebol

E, que a CBF e a Federações, façam os credenciamentos dos profissionais de imprensa, fiscalizando a atuação destes profissionais

Por: Agência Futebol Interior, 12/07/2022

image 2 Felipe Carreras quer ver rádios pagando para transmitir futebol

Brasília, DF, 12 (AFI) – O Deputado Felipe Carreras (PSB/PE) não consegue justificar as mudanças que apresentou na aprovação da Lei Geral do Esporte (Lei 1.153/2019). Entre essas alterações, Felipe Carreras quer que as emissoras de rádio paguem para transmitir futebol e que a CBF e a Federações façam os credenciamentos dos profissionais de imprensa, fiscalizando a atuação destes profissionais.

Agora, o projeto voltou ao Senado Federal, que deverá revisar os absurdos apresentados pelo Deputado Felipe Carreras. Mas o assunto voltar à tona somente em agosto, após o recesso parlamentar.

ENTIDADES DE CRONISTAS ESPORTIVOS REVOLTADOS COM O DEPUTADO DO PSB

Várias entidades de cronistas esportivos do Brasil começaram a se mobilizar, e muitos Senadores já assumiram o compromisso de revisar o substitutivo apresentado por Felipe Carreras, corrigindo os estranhos excessos apresentados pelo Deputado Felipe Carreras.

“O absurdo é tão grande que tem Senador, que quando contactado por Entidades de cronistas de seus Estados não acredita naquilo que a Câmara aprovou. Por tudo que temos conversado e com reuniões que já marcamos com vários Senadores, tenho convicção que essa aberração será revista”, disse o presidente da Associação Brasileira da Cronistas Esportivos (ABRACE), Artur Eugênio Mathias, que conclui estranhando o posicionamento de Felipe Carreras.

“O que me deixa mais estarrecido é que este Deputado é do Partido Socialista do Brasil, um partido que tem um viés progressista e de defesa do trabalhador. Este substitutivo do Felipe Carreras praticamente extingue com a categoria do cronista esportivo. Tenho certeza que essa não é a posição de um partido como o PSB”, finaliza Artur Eugênio Mathias.

RESPOSTA DE CARRERAS É NA BASE DE “LORANDO LERO”

Na tarde desta terça-feira, a redação do Portal Futebol Interior, entrou em contato com a assessoria de imprensa do Deputado Felipe Carreras, que assim se manifestou sobre as mudanças que fez na Lei Geral do Esporte, exigindo cobrança para as emissoras de rádios transmitirem futebol, fugindo totalmente do tema:-

“A essência do PL 1153/19, que é ampliar a gama de responsabilidades dos clubes formadores sobre os atletas – tendo em vista o triste episódio do incêndio que atingiu o centro de treinamento do Flamengo, chamado de ‘Ninho do Urubu’, no Rio de Janeiro, em 2019 – não só foi mantida como ampliada às demais modalidade esportivas. Quando o projeto chegou às nossas mãos, vislumbramos a oportunidade de fazer história e justiça ao esporte brasileiro, modernizando a Lei Geral do Esporte, batizada de Lei Pelé (nº 9615/98), cujas normas estão vigentes desde 1998, ou seja, há duas décadas, e sem atender efetivamente aos pleitos da comunidade esportiva que clamava por mais segurança jurídica para poder se desenvolver mais e melhor. Um dos pleitos, por exemplo, era empoderar categorias envolvidas no desporto que seguiam desvalorizadas perante o poder público, como é o caso dos profissionais de Educação Física, essenciais para a saúde de seus alunos”, disse o Deputado Felipe Carreras em nota ao Portal Futebol Interior, não respondendo sobre os questionamentos envolvendo a imprensa esportiva. 

Confira também: